Configurando uma aplicação ASP.NET


Hoje temos dois arquivos bastante importantes quando trabalhamos com aplicações ASP.NET. São eles: Global.asax e o arquivo Web.Config. Esses arquivos tornam a Aplicação bastante flexível, pois reúnem as configurações e eventos em um único lugar.

Com o arquivo Global.asax, você executa um determinado código quando sua Aplicação é iniciada/finalizada ou até mesmo quando qualquer página da Aplicação for requisitada. Já o arquivo Web.Config, armazena as configurações da Aplicação, tais como: Estado de Sessão, Segurança, Globalização, etc.

Quando se trabalha com o Visual Studio .NET, ao criar uma nova Aplicação do tipo WebApplication, automaticamente ele se encarrega de adicioná-los por padrão è ela.

Figura 1 – Os arquivos Global.asax e Web.Config são criados automaticamente.

O fato de termos várias páginas ASP.NET agrupadas você até pode chamar de Aplicativo, mas isso vai muito além. Um Aplicativo ASP.NET tem além de todas as páginas, handlers de evento, módulos e código executável que é executado dentro de um Diretório Virtual no servidor Web (IIS).

O Diretório bin

Dentro da raiz do Aplicativo há um diretório chamado “bin”. Dentro dele são armazenados arquivos em formato binário compilados utilizados por seu Aplicativo (um exemplo são os arquivos com extensão *.dll).

Os assemblies colocados aqui estão automaticamente disponíveis para seus arquivos *.aspx, e com isso não precisamos nos preocupar com os procedimentos complexos de criação.

O Arquivo Global.asax

O Diretório Virtual no IIS é grande parte do Aplicativo ASP.NET. Independente da página, o aplicativo é iniciado na primeira vez que ela é solicitada. Enquanto os usuários navegam pelas páginas, o processamento ocorre em segundo plano para tratar do Aplicativo.

O Aplicativo pode cair e ser reiniciado da mesma forma que qualquer Aplicativo tradicional, com a seguinte excessão: enquanto um Aplicativo tradicional é iniciado e executado em um computador desktop permitindo a interação direta com o usuário, um Aplicativo ASP.NET é iniciado e executado em um servidor Web, e o usuário utiliza um browser para acessá-lo.

Lembrando que tudo em .NET Framework é um objeto, temos um objeto chamado HttpApplication, que nos fornece métodos e eventos. Com isso podemos deduzir que sempre que uma página em seu Diretório Virtual for solicitada pela primeira vez, um objeto do tipo HttpApplication é instanciado.

Como as páginas ASP.NET realizamos uma ou mais tarefas individualmente, elas não controlam o Aplicativo de modo geral, não podendo uma página afetar diretamente a outra. Deve existir uma localização central que controla a execução do Aplicativo. Tendo este cenário, entra em cena o arquivo Global.asax.

Conhecido como Arquivo de Aplicação de ASP.NET, o Global.asax permite-nos programar no lugar do objeto HttpApplication e com isso você poderá controlar o seu Aplicativo ASP.NET como faz com qualquer outro objeto por meio de métodos e eventos.

OBS.: Apesar do Visual Studio .NET incluir o arquivo Global.asax por default, ele é totalmente opcional. Se seu Aplicativo não conter um arquivo desse tipo, o programa opera de forma padrão. Desejando adicionar funcionalidades, a sua utilização torna-se essencial.

O arquivo Global.asax é colocado no Diretório raiz do Aplicativo (Exemplo: http://servidor/site/ – c:inetpubwwwwrootsite). O ASP.NET controla o acesso à esse arquivo, de modo que ele não é acessível através do browser, o que garante a segurança. Se alguém tentar executar a URL: “http://www.site.com.br/global.asax” o receberá a seguinte notificação de erro:

Figura 2 – Acessando o arquivo Global.asax através do browser.

Este arquivo é gerenciado pela .NET Framework. Sempre que ele for modificado, o CLR detecta isso e faz com que o Aplicativo seja reiniciado para que as novas mudanças tenham efeito. Isso pode ocasionar transtornos para os usuários finais. Modifique este arquivo somente o necessário.

Programando o arquivo Global.asax

O arquivo Global.asax opera de maneira semelhante as páginas *.aspx. Você utiliza o Global.asax para sincronizar qualquer evento exposto pela classe HttpApplication. Eventos quais veremos abaixo:

Evento Descrição
AcquireRequestState Acionado quando o Aplicativo obtém o cache para a solicitação.
AuthenticateRequest Acionado quando o Aplicativo tenta autenticar a solicitação de HTTP.
AuthorizeRequest Acionado quando o Aplicativo tenta autorizar a solicitação de HTTP.
BeginRequest Acionado quando a solicitação de HTTP é iniciada.
EndRequest Acionado quando a solicitação de HTTP é concluída.
Error Acionado quando surge um erro.
PostRequestHandlerExecute Acionado imediatamente depois do handler de HTTP processar a solicitação.
PreRequestHandlerExecute Acionado imediatamente antes do handler de HTTP processar a solicitação.
PreSenderRequestContent Se a solicitação tiver conteúdo adicional (QueryString, Variáveis de Formulário, etc.), esse evento é acionado imediatamente antes daquele conteúdo ser recebido.
PreSenderRequestHeaders Acionado imediatamente antes de os cabeçalhos de solicitação serem recebidos.
ReleaseRequestState Acionado quando o Aplicativo libera o estado de sessão para a solicitação.
ResolveRequestCache Acionado quando o Aplicativo determina o cache para a solicitação.
UpdateRequestCache Acionado quando o Aplicativo autaliza e libera o cache para a solicitação.

Abaixo o arquivo Global.asax padrão:

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
32
33
34
35
 
Imports System.Web
Imports System.Web.SessionState
 
Public Class Global
    Inherits System.Web.HttpApplication
 
    Sub Application_Start(ByVal sender As Object, ByVal e As EventArgs)
        ‘…
    End Sub
 
    Sub Session_Start(ByVal sender As Object, ByVal e As EventArgs)
        ‘…
    End Sub
 
    Sub Application_BeginRequest(ByVal sender As Object, ByVal e As EventArgs)
        ‘…
    End Sub
 
    Sub Application_AuthenticateRequest(ByVal sender As Object, ByVal e As EventArgs)
        ‘…
    End Sub
 
    Sub Application_Error(ByVal sender As Object, ByVal e As EventArgs)
        ‘…
    End Sub
 
    Sub Session_End(ByVal sender As Object, ByVal e As EventArgs)
        ‘…
    End Sub
 
    Sub Application_End(ByVal sender As Object, ByVal e As EventArgs)
        ‘…
    End Sub
 
End Class
 
Código 1 – O arquivo Global.asax.

Repare que na Linha 5 herdamos a classe HttpApplication dentro do Global.asax, como expliquei acima.

O arquivo mostrado no Código 1 esta apenas com o Eventos que o próprio Visual Studio .NET deixa criado. Você ainda poderá trabalhar com os Eventos mostrados na tabela acima, e como vemos na Figura 3, logo abaixo:

Figura 3 – Os Eventos do arquivo Global.asax.

Agora veremos abaixo qual a ordem de execução dos Eventos do arquivo Global.asax:

1.  Application_Start
2.  Application_BeginRequest
3.  Application_AuthenticateRequest
4.  Application_AuthorizeRequest
5.  Application_ResolveRequestCache
6.  Session_Start
7.  Application_AcquireRequestState
8.  Application_PreRequestHandlerExecute
9.  Page_Load (arquivo *.aspx) ou qualquer outra saída de página
10. Application_PostRequestHandlerExecute
11. Application_ReleaseRequestState
12. Application_UpdateRequestCache
13. Application_EndRequest
14. Application_PreSendRequestHeaders

OBS.: Vale lembrar que alguns eventos são executados de acordo com alguma circunstância. Um exemplo disso é o caso do Evento Session_Start, que somente é executado quando qualquer página é solicitada por aquele usuário, a partir da segunda vez/página, o Evento não ocorre novamente.

Configurando a Aplicação ASP.NET

Da mesma forma que é importante controlar o processamento do Aplicativo, é necessário configurá-lo. Controle de Acesso, Segurança, Estado de Sessão e até mesmo configurações personalizadas. Para isso o ASP.NET nos fornece um arquivo baseado em texto, que nos dá extensibilidade e fácil configuração.

Além disso, a configuração é hierárquica, ou seja, as informações de configuração de aplicativos são aplicadas de acordo com a estrutura de Diretórios Virtuais do seu site. Os sub-diretórios podem herdar ou anular opções de configuração de seus diretórios-pai.

Por padrão, todos os diretório são herdados de um arquivo de configuração padrão de sistema chamado de machine.config, (localizado em: “WinNTMicrosoft.NETFrameworkVersãoCONFIG).

O arquivo que é responsável pela configuração é o Web.Config, que é um arquivo XML, qual veremos à seguir.

O Arquivo Web.Config

Dentro deste arquivo não há nada de especial, à não ser que ele contém chaves e valores que são reconhecidos pelo ASP.NET. Tais valores são facilmente modificáveis, e como mencionei anteriormente, você pode adicionar suas próprias chaves, para controlar outras operações que o ASP.NET não faz para você.

A estrutura básica de um arquivo Web.Config é essa:

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
 
<configuration>
    <configSections>
 
    </configSections>
    <system.web>
 
    </system.web>
    <system.net>
 
    </system.net>
</configuration>
 
Código 2 – Estrutura básica do arquivo Web.Config.

Como vemos, é somente XML. Entre as tags <configuration> há dois elementos diferentes: handlers de seção de configuração e configurações da seção de configurações.

As configurações que configuram seu Aplicativo são pares de chave/valor. Há dois tipos destas seções: system.net e system.web. A primeira seção é para configurar o tempo de execução da .NET em si, portanto, não se preocupe muito com isso. Já a segunda é para controlar o ASP.NET. Suas configurações serão colocadas nas tags <system.web>.

OBS.: O arquivo Web.Config faz distinção entre letras maiúsculas e minúsculas, e sem o formato correto, seu Aplicativo poderá gerar erros.

Abaixo uma tabela com as configurações disponíveis para a utilização no arquivo Web.Config:

Seção Descrição
<appSettings> Utilizada para armazenar suas próprias configurações personalizadas de Aplicativo.
<authentication> Configura como o ASP.NET autentica seus usuários.
<authorization> Configura a autorização de recursos no ASP.NET.
<browsercaps> Responsável por controlar as configurações do componente de capacidades do navegador.
<compilation> Responsável por todas as configurações de compilação.
<customErrors> Indica como exibir erros no navegador.
<globalization> Responsável por configurar as opções de globalização.
<httpHandlers> Responsável pelo mapeamento de URLs de entrada em classes IHttpHandler.
<httpModules> Responsável por configurar Módulos de HTTP dentro de um aplicativo.
<identity> Controla como o ASP.NET acessa seus recursos.
<location> Controla como as configurações se aplicam a um diretório.
<pages> Controla configurações de páginas.
<processModel> Configura as configurações de modelo de processo do ASP.NET em Sistemas de Servidor da Web do IIS.
<sessionState> Configura o Estado de Sessão.
<trace> Configura o Trace (Rastreamento).
<webServices> Controla as configurações dos Serviços da Web.

Como podem ver, o arquivo Web.Config ajuda a tornar a Aplicação bastante flexível, ou seja, podemos definir funcionalidades globais em um único lugar. Além disso, uma das vantagens é que se houver a necessidade de mudar algo dentro do arquivo Web.Config, não há a necessidade de recompilar a Aplicação.

Com tantas tags e atributos, que podem nos deixar confusos, infelizmente o Visual Studio .NET em suas versões 2002 e 2003 não implementou o Intellisense em arquivos *.config. Mas há uma forma de obtermos de terceiros tal funcionalidade no seguinte endereço:

http://www.radsoftware.com.au/web/CodeZone/Articles/IntellisenseWebConfig.aspx

Conclusão: Vimos que o arquivo Global.asax nos permite controlar quase todos os aspectos do processamento de uma página ASP.NET. Você pode utilizar os Eventos do objeto HttpApplication para realizar operações imperceptíveis para o usuário, tornando sua Aplicação muito mais robusta e eficiente. Além disso podemos tornar a nossa Aplicação bastante flexível utilizando o arquivo de configuração Web.Config, fazendo com que a mesma possa reagir rapidamente à qualquer mudança.

Anúncios

Um comentário sobre “Configurando uma aplicação ASP.NET

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s