Impacto de Exceções no Proxy WCF


Uma das preocupações que devemos ter em qualquer tipo de desenvolvimento é com o tratamento de erros. Eu já comentei neste artigo e vídeo as possibilidades que temos para fazer isso dentro do WCF, utilizando suas próprias características de interceptação, transformação (promoção) e propagação das exceções para faults.

Já sabemos que se conhecermos todos os eventuais problemas que podem acontecer, podemos já definí-los no contrato do serviço (através do atributo FaultContractAttribute), para que assim o cliente possa ser notificado do que realmente aconteceu. Só que ainda há uma questão que não foi tratada, que é justamente como fica o estado do proxy depois que a falha acontece no serviço?

A resposta para essa pergunta dependerá de qual tipo de exceção que está sendo disparada, e também de qual binding está sendo utilizado por aquele endpoint. Em grande parte dos cenários, vemos que o desenvolvedor utilizar a instância de um mesmo proxy para efetuar várias chamadas para o mesmo serviço, não importando se é ou não para uma mesma operação.

Envolver as chamadas para as operações dentro de um bloco try/catch, evita apenas que a aplicação cliente saiba se comportar quando um determinado erro ocorre. Mas dependendo do que aconteceu no serviço, você não conseguirá reutilizar a mesma instância do proxy. Depois da falha, qualquer tentativa de comunicacão não chegará mais até o serviço, resultando assim naquela famosa exceção do tipo CommunicationObjectFaultedException, com a seguinte mensagem:

System.ServiceModel.CommunicationObjectFaultedException: The communication object, System.ServiceModel.Channels.ServiceChannel, cannot be used for communication because it is in the Faulted state

Digamos que você não está preocupado com as exceções que ocorrem dentro do seu serviço. Dentro de uma determinada operação, uma exceção CLR (ArgumentNullException, IndexOutOfRangeException, etc.) é disparada. No exemplo abaixo, estou efetuando o teste para saber se o parâmetro é ou não nulo, e sendo, uma exceção do tipo ArgumentNullException está sendo disparada:

public string Ping(string value)
{
    if (value == null)
        throw new ArgumentNullException(“value”);

    return value;
}

Como exceções não tratadas do lado do serviço são consideradas um risco, o canal de comunicação (proxy) não ficará mais disponível. Para os bindings que suportam sessão (NetTcpBinding, WSHttpBinding, etc.), isso quer dizer que se você tentar invocar uma segunda requisição, ele estará em um estado inválido (Faulted), o que obrigará a você recriar o proxy (instanciar novamente) para depois utilizá-lo. A solução para este caso, já foi comentada nos artigos que referencie acima, que é trabalhar explicitamente com a classe FaultException (ou até mesmo FaultException<T>):

public string Ping(string value)
{
    if (value == null)
        throw new FaultException(“value”);

    return value;
}

Desta forma, o canal de comunicação não será afetado, e seguramente você poderá utilizá-lo para efetuar novas requisições. Já aqueles bindings que não suportam sessão, como é o caso do BasicHttpBinding ou do WebHttpBinding (utilizado para REST/AJAX), não serão danificados, mesmo se você não estiver se preocupando com o uso da classe FaultException.

Como muitas vezes as operações recorrem a outras classes, e que muitas você não tem acesso à elas, então você dificilmente conseguirá mapear todas as exceções que podem acontecer. Para garantir que o proxy consiga se “restaurar” de um estado falho, você pode recorrer ao evento Faulted, exposto pela interface ICommunicationObject e também pela classe ClientBase<TChannel>. Este evento é disparado quando o proxy entre em estado falho, e assinando este evento, você poderia reconstruir o proxy no exato momento, como eu mostro no código abaixo:

ChannelFactory<IContrato> factory = 
    new ChannelFactory<IContrato>(new NetTcpBinding(), new EndpointAddress(“net.tcp://localhost:3732/srv”));

IContrato proxy = factory.CreateChannel();
((ICommunicationObject)proxy).Faulted += (o, e) => proxy = factory.CreateChannel();

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s