Web.config e a reinicialização da aplicação


Recentemente fui questionado sobre a possibilidade de alteração de um arquivo de configuração para a adição de uma nova string de conexão com uma determinada base de dados. Como sabemos, podemos utilizar a seção <connectionStrings /> para isso, onde elencamos todas as conexões que possam ser utilizadas pela aplicação.

O grande problema disso, é que ao modificar o arquivo Web.config, a aplicação é reinicializada, e com isso todas as informações que são armazenadas na memória são perdidas. Isso quer dizer que membros estáticos, variáveis de aplicação, de sessão e caching são descartadas, causando problemas dentro da aplicação, e trazendo péssimas experiências aos usuários.

Para contornar esse problema, podemos recorrer à uma técnica que nos permite isolar as configurações de uma seção inteira em um outro arquivo de configuração. No nosso exemplo, iremos criar um arquivo chamado connectionStrings.config contendo apenas a seção <connectionStrings />, assim como poder notar abaixo:

<connectionStrings>
  <add name=”SqlConnectionString” connectionString=”…”/>
  <add name=”OracleConnectionString” connectionString=”…”/>
</connectionStrings>

Já no arquivo de configuração da aplicação, Web.config, referenciamos este arquivo recém criado, e para isso utilizamos o atributo configSource, apontando fisicamente para ele:

<connectionStrings configSource=”connectionStrings.config” />

Só que isso somente não resolverá. Como estamos querendo evitar a reinicialização caso alguma alteração na seção <connectionStrings /> aconteça, precisamos definir o atributo restartOnExternalChanges como False, que por padrão é True. Quando é definido como False e temos essa seção em um segundo arquivo, a aplicação não será reinicializada. Essa configuração deve ser aplicada durante a criação da seção, no arquivo machine.config que está localizado dentro do diretório de instalação do .NET Framework. Abaixo temos a seção já configurada com este atributo:

<section
    name=”connectionStrings”
    type=”System.Configuration.ConnectionStringsSection, …”
    restartOnExternalChanges=”false”
    requirePermission=”false” />

Com isso, como já era de se esperar, qualquer mudança que ocorra no arquivo connectionStrings.config não provocará a reinicialização da aplicação, mas as alterações já serão detectadas por ela. O único cuidado que você precisa ter aqui é quando há alguma espécie de caching sendo utilizada pela aplicação ao pelo runtime do ASP.NET, pois as mudanças não irão refletir para a mesma até que ela seja reinicializada. Essa técnica também é válida para seções customizadas.

Anúncios

4 comentários sobre “Web.config e a reinicialização da aplicação

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s